24 de fev de 2017

Evolução Humana - Vídeo


Big bang - A Origem do universo.


SLIDES SOBRE HISTOLOGIA

https://pt.slideshare.net/profkatiaqueiroz/histologiaanimal-131019202849phpapp01-72544949

Slides para a próxima semana, para os alunos do CEI MIRASSOL( PRIMEIROS ANOS) E CEI ZONA SUL( TERCEIRO ANO).

Bons estudos!!! ótimo carnaval.

VÍDEO - ORIGEM DA VIDA - CEI MIRASSOL NONO ANO

video

SLIDES - MÉTODOS CONTRACEPTIVOS.

21 de fev de 2017

SLIDES SOBRE CARBOIDRATOS

Lista de exercícios - Respiração celular

01. (UNCISAL) Sobre metabolismo de energia, analise os produtos obtidos a partir da oxidação da glicose (açúcar) e do palmitoil-CoA (forma ativada do palmitoato, um ácido graxo), demonstrado em I e II, respectivamente.
01
Existe uma reação que está presente em I e II. Quem é ela e que letras a representam?
a) Ciclo do citrato; letras “c” e “e”, apenas.
b) β-oxidação; letras “b” e “d”, apenas.
c) Descarboxilação do piruvato; letras “a” e “e”, apenas.
d) Glicólise; letras “a” e “d”, apenas.
d) Cadeia transportadora de elétrons; letras “b” e “e”, apenas.
02. (UDESC) Assinale a alternativa correta quanto à respiração celular.
a) Uma das etapas da respiração celular aeróbia é a glicólise, ocorre na matriz mitocondrial e produz Acetil-CoA.
b) A respiração celular aeróbia é um mecanismo de quebra de glicose na presença de oxigênio, produzindo gás carbônico, água e energia.
c) O Ciclo de Krebs é uma das etapas da respiração celular, ocorre no citoplasma da célula e produz duas moléculas de ácido pirúvico.
d) A etapa final da respiração celular é a glicólise, ocorre na membrana interna da mitocôndria e produz três moléculas de NAD.2H, uma molécula de FAD.2H e uma molécula de ATP.
e) A cadeia respiratória é a etapa final da respiração celular, ocorre no citoplasma da célula, produzindo glicose e oxigênio.
03. (PUC-RIO) A respiração celular é o processo pelo qual a energia contida em moléculas orgânicas é gradualmente transferida para moléculas de ATP. A esse respeito, considere as afirmações abaixo sobre respiração celular.
I. A glicose é totalmente degradada durante a glicólise.
II. No ciclo do ácido cítrico ocorre liberação de CO2.
III. A formação de ATP ocorre somente dentro da mitocôndria.
IV. Na respiração aeróbia o oxigênio é utilizado como aceptor final de hidrogênio formando água.
É correto apenas o que se afirma em:
a) II.
b) III.
c) I e IV.
d) II e IV.
e) III e IV.
04. (PUC-RIO) O processo de respiração celular ocorre em três etapas: Glicólise, Ciclo de Krebs e Cadeia Respiratória. Marque a alternativa correta com relação a essas etapas.
a) O ciclo de Krebs e a glicólise ocorrem na matriz mitocondrial.
b) No ciclo de Krebs, uma molécula de glicose é quebrada em duas moléculas de ácido pirúvico.
c) Nas cristas mitocondriais, há transferência dos hidrogênios transportados pelo NAD e pelo FAD através da cadeia respiratória, levando à formação de água.
d) A utilização de O2 se dá nas cristas mitocondriais, durante o ciclo de Krebs.
e) A via glicolítica ocorre somente nos processos anaeróbios, enquanto o ciclo de Krebs ocorre nos processos aeróbios.
05. (UFGO) A lei de conservação de energia afirma que a energia não pode ser criada nem destruída, mas apenas transformada, sendo esta lei, válida também para os seres vivos. Os esquemas A e B abaixo mostram processos de liberação de energia (acumulada nas moléculas de ATP), que ocorrem na maioria dos seres vivos. Analise os dois esquemas mostrados e, com relação a eles, assinale a alternativa correta:
05
a) Os esquemas A e B constituem fases do processo de respiração celular e ocorrem em locais diferentes da célula.
b) O esquema A é um processo respiratório aeróbico, que ocorre nas cristas mitocondriais e pode ser denominado de Ciclo do ácido pirúvico.
c) O esquema B é um processo celular de respiração o, que ocorre no hialoplasma e é denominado de Ciclo de Krebs.
d) O esquema B é um processo celular de respiração anaeróbico, que ocorre nas cristas mitocondriais e é denominado de Cadeia Respiratória.
e) Os esquemas A e B constituem fases do processo celular de respiração anaeróbica e ocorrem no mesmo local de celula.
06. A respiração aeróbica pode envolve três etapas: glicólise,ciclo de Krebs e cadeia respiratória. Com relaçãoaos locais das células onde ocorrem essas reações,podemos dizer:
a) As três ocorrem no interior das mitocôndrias.
b) Apenas o ciclo de Krebs e a glicólise ocorrem no interior das mitocôndrias.
c) Apenas a cadeia respiratória e a glicólise ocorrem no interior das mitocôndrias.
d) Apenas o ciclo de Krebs e a cadeia respiratória ocorrem no interior das mitocôndrias.
e) Apenas o ciclo de Krebs ocorre no interior das mitocôndrias.
07. (UEM) Assinale a alternativa correta a respeito da respiração celular.
a) A glicólise consiste na conversão de glicose em ácido pirúvico.
b) O ciclo de Krebs consiste na conversão de ácido pirúvico em ácido láctico.
c) Na cadeia respiratória, ocorre o transporte de hidrogênio para formar ácido pirúvico.
d) No ciclo de Krebs, ocorrem o transporte de hidrogênio, de oxigênio molecular e a produção de água.
e) Todo o processo de respiração celular ocorre dentro das mitocôndrias.
08. (VUNESP) Observe o esquema abaixo.
08
Essa etapa do processo de respiração celular é denominada e ocorre:
a) Glicólise – citosol.
b) Oxigenação – mitocôndria.
c) Ciclo de Krebs – matriz mitocondrial.
d) Cadeia respiratória – crista mitocondrial.
e) Fermentação – hialoplasma.
09. (UNESP) Durante a respiração aeróbia os substratos são descarboxilados e desidrogenados, levando à formação de CO2 e NADH2, respectivamente. Nesse fenômeno, pode-se afirmar, corretamente, que:
a) O CO2 é reduzido pelo NADH2, formando a glicose (C6H12O6).
b) O ATP é utilizado na síntese de substâncias orgânicas a partir de CO2 e NADH2.
c) O NADH2 libera elétrons que passam pela cadeia transportadora, permitindo a síntese de ATP.
d) O NADH2 reage, no fim da cadeia respiratória, com o oxigênio, formando água.
e) O ATP produzido será utilizado na transformação de CO2 e água em açúcares.
10. (IFSul) A maioria dos seres vivos produz ATP para suas necessidades energéticas por meio da respiração celular. Nesse processo, moléculas orgânicas são degradadas, liberando energia para a produção de ATP. A degradação da molécula orgânica glicose, durante a respiração, ocorre em três etapas metabólicas: glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória. Sobre as etapas metabólicas, são feitas algumas afirmativas:
I. A glicólise é uma etapa extramitocondrial e anaeróbica do processo de respiração celular.
II. A fase aeróbica da respiração em eucariotos ocorre dentro da mitocôndria e compreende o ciclo de Krebs e a cadeia respiratória.
III. O ciclo de Krebs é uma fase aeróbica da respiração celular que ocorre nas cristas mitocondriais.
IV. Na cadeia respiratória, etapa da respiração celular que ocorre nas cristas mitocondriais, o aceptor final de elétrons é o oxigênio.
Estão corretas apenas as afirmativas:
a) II e IV.
b) I, II e III.
c) III e IV.
d) I, II e IV.
11. (IFTM) O texto seguinte refere-se ao incêndio ocorrido em uma casa noturna no Brasil.
Incêndio na boate Kiss
Incêndio na boate Kiss foi um evento não intencional que matou 242 pessoas e feriu 116 outras em uma discoteca da cidade de Santa Maria, no estado brasileiro do Rio Grande do Sul. O incêndio ocorreu na madrugada do dia 27 de janeiro de 2013 e foi causado pelo acendimento de um sinalizador por um integrante de uma banda que se apresentava na casa noturna. (…) O cianeto, apontado por um laudo técnico como a causa da morte dos estudantes, é uma substância encontrada na natureza e também é um produto da atividade humana. Dentre seus usos caseiros e industriais, estão: fumigar navios e edifícios, esterilizar solos, metalurgia, polimento de prata, inseticidas, venenos para ratos etc. A população está exposta por causa da fumaça dos automóveis, dos gases liberados pelas incineradoras e, também, pela fumaça resultante da combustão de materiais contendo cianetos, como os plásticos. (…)
                      In <http://pt.wikipedia.org/wiki/Inc%C3%AAndio_na_boate_Kiss&gt; Acessado em 01 de Jun de 2013.
O cianeto citado no texto foi apontado como a causa mortis dos estudantes, pois são capazes de:
a) Combinar-se com os citocromos da cadeia respiratória, inutilizando-os para o transporte de elétrons, interrompendo o fluxo de elétrons, não havendo assim liberação de energia, o que leva à morte da célula.
b) Ligarem-se irreversivelmente com o oxigênio molecular antes que o mesmo chegue nos tecidos, levando os mesmos à falência múltipla, caracterizando assim, a morte do individuo.
c) Reagem com o gás carbônico e oxigênio, covalentemente, e mesmo que seja reversível esta reação, dependendo da dose de cianeto, o indivíduo é conduzido à morte.
d) Agirem como catalizadores na reação entre a água e o gás carbônico produzindo o ácido carbônico, e sendo um ácido forte, tem-se uma acidose sanguínea com consequente morte dos indivíduos.
e) Participarem de reações de hidrólise da água, na reação de Hill, que é uma das etapas da respiração celular, o que leva à produção de hidrogênio com elevação da acidez sanguínea, produção de ácido lático, câimbra e asfixia.
12.  (UERJ) Os compartimentos e membranas das mitocôndrias contêm componentes que participam do metabolismo energético dessa organela, cujo objetivo primordial é o de gerar ATP para uso das células. No esquema a seguir, os compartimentos e as membranas mitocondriais estão codificados pelos números 1, 2, 3 e 4.
12
Considere os seguintes componentes do metabolismo energético: citocromos, ATP sintetase e enzimas do ciclo de Krebs. Esses componentes estão situados nas estruturas mitocondriais codificadas, respectivamente, pelos números:
a) 1, 2 e 4.
b) 3, 3 e 2.
c) 4, 2 e 1.
d) 4, 4 e 1.
13. (UNCISAL) As mitocôndrias normalmente são descritas como cilindros rígidos e alongados, com um diâmetro de 0,5 a 1 μm, assemelhando-se a bactérias. As microfilmagens de células viva, entretanto, mostram que as mitocôndrias são organelas notoriamente móveis e plásticas. Grande progresso para o entendimento das especializações funcionais e estruturais desta organela ocorreu com a possibilidade de purificar os diferentes componentes e compartimentos mitocondriais. No fígado, por exemplo, foi observado que cerca de 70% das proteínas mitocondriais estão localizadas na matriz, 21% na membrana interna, 6% na membrana externa e 6% no espaço intermembranar. As sentenças abaixo descrevem características de alguns desses componentes e compartimentos mitocondriais.
I. Contém uma mistura altamente concentrada de centenas de enzimas, incluindo aquelas necessárias à oxidação do piruvato e dos ácidos graxos e ao ciclo do ácido cítrico. Contém também várias cópias do DNA mitocondrial.
II. Contém proteínas que conduzem as reações de oxidação da cadeia respiratória.
III. Contém uma grande proteína formadora de canais (porina). Outras proteínas existentes neste componente incluem as enzimas envolvidas na síntese de lipídeos mitocondriais.
IV. É quimicamente equivalente ao citosol com respeito às pequenas moléculas que este contém.
Qual a sequência correta dos componentes/compartimentos descritos nas sentenças?
a) I – matriz mitocondrial, II – membrana externa, III – membrana interna, IV – espaço intermembranar.
b) I – espaço intermembranar, II – matriz mitocondrial, III – membrana externa, IV – membrana interna.
c) I – matriz mitocondrial, II – membrana interna, III – membrana externa, IV – espaço intermembranar.
d) I – espaço intermembranar, II – membrana interna, III – membrana externa, IV – matriz mitocondrial.
e) I – membrana externa, II – espaço intermembranar, III – membrana interna, IV matriz mitocondrial.
14. (UEM) A liberação de energia a partir da quebra de moléculas orgânicas complexas compreende basicamente três fases: glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória. Sobre esse assunto, assinale o que for correto.
01. Na cadeia respiratória, que ocorre nas cristas mitocondriais, o NADH e o FADH2 funcionam como transportadores de íons H+.
02. A glicólise é um processo metabólico que só ocorre em condições aeróbicas, enquanto o ciclo de Krebs ocorre também nos processos anaeróbicos.
04. Nas células eucarióticas, a glicólise ocorre no citoplasma, enquanto o ciclo de Krebs e a cadeia respiratória ocorrem no interior das mitocôndrias.
08. No ciclo de Krebs, uma molécula de glicose é quebrada em duas moléculas de ácido pirúvico.
16. A utilização de O2 se dá no citoplasma, durante a glicólise.
Soma das alternativas corretas:
15. (PUC-CAMPINAS) Para responder esta questão considere o texto abaixo
O cardiologista John Kheir, do Hospital Infantil de Boston (EUA), liderou um estudo em que coelhos com a traqueia bloqueada sobreviveram por até 15 minutos sem respiração natural, apenas por meio de injeção de oxigênio na corrente sanguínea. A técnica poderá prevenir parada cardíaca e danos cerebrais induzidos pela privação de oxigênio, além de evitar a paralisia cerebral quando há comprometimento de oxigenação fetal.
(Revista Quanta, ano 2, n. 6, agosto e setembro de 2012. p. 19)
O oxigênioé usado no processo de respiração celular, sobre o qual foram feitas as seguintes afirmações:
I. O CO2 é liberado apenas durante a glicólise.
II. No ciclo de Krebs há formação de ATP.
III. O ciclo de Krebs ocorre nas cristas mitocondriais.
IV. O oxigênio é utilizado apenas na cadeia respiratória.
Está correto o que se afirma apenas em:
a) I, II e III.
b) I e II.
c) II e IV.
d) I e IV.
e) III e IV.
16. (UFPR) A figura abaixo representa o transporte de elétrons (e) pela cadeia respiratória presente na membrana interna das mitocôndrias. Cada complexo possui metais que recebem e doam elétrons de acordo com seu potencial redox, na sequência descrita. Caso uma droga iniba o funcionamento do citocromo c (cit. c), como ficarão os estados redox dos componentes da cadeia?
16A
16B
17. (PUC-RIO) O cianureto é um veneno que mata em poucos minutos, sendo utilizado na condenação à morte na câmara de gás. Ele se combina de forma irreversível com pelo menos uma molécula envolvida na produção de ATP. Assim, ao se analisar uma célula de uma pessoa que tenha sido exposta ao cianureto, a maior parte do veneno será encontrada dentro de:
a) Retículo endoplasmático.
b) Peroxissomos.
c) Lisossomos.
d) Mitocôndria.
e) Complexo de Golgi.
18. (UEA)A respiração aeróbica pode ser dividida em três fases, denominadas glicólise, ciclo de Krebs e cadeia respiratória.Quanto aos locais da célula onde essas fases ocorrem,pode-se afirmar que:
a) A glicólise, o ciclo de Krebs e a cadeia respiratória ocorrem no interior das mitocôndrias.
b) Apenas a glicólise e o ciclo de Krebs ocorrem no interior das mitocôndrias.
c) Apenas o ciclo de Krebs e a cadeia respiratória ocorrem no interior das mitocôndrias.
d) Apenas a glicólise e a cadeia respiratória ocorrem no interior das mitocôndrias.
e) Apenas a cadeia respiratória ocorre no interior das mitocôndrias.
19. (UEM) Sobre o processo de respiração celular, assinale o que for correto.
01. Além da respiração celular, existem na natureza outros processos que permitem obter energia a partir de carboidratos. Um deles é a fermentação, processo mais eficiente do que a respiração celular, por produzir maior quantidade de ATP.
02. Uma das fases da respiração celular a partir da glicose é a glicólise, que ocorre no hialoplasma. Nessa fase, uma molécula de glicose transforma-se em duas moléculas de ácido pirúvico e dois ATP.
04. Havendo oxigênio em quantidade suficiente, as células musculares realizam o processo de respiração celular aeróbico; porém, em situações de atividade intensa, na falta de oxigênio, elas podem realizar quimiossíntese.
08. Na cadeia respiratória, ocorre transferência de hidrogênio de um componente para o outro, fazendo com que esses componentes percam energia gradativamente e possam, ao final da cadeia, combinar-se com o oxigênio, formando água e liberando grande quantidade de energia.
16. Existe relação entre respiração pulmonar e respiração celular, no sentido de que o gás carbônico capturado pela respiração pulmonar é levado até as células, as quais irão participar da respiração celular.
Soma das alternativas corretas:
20. (UFMS) Durante uma das etapas do processo da respiração aeróbia nos seres humanos, ocorre a formação de moléculas de acetil-coenzima A. Isso ocorre em nível celular:
a) Nos tilacoides.
b) No citoesqueleto.
c) Nos peroxissomos.
d) Nas mitocôndrias.
e) Na molécula de ATP.
GAB

Exames podem detectar autismo em crianças antes de aparecimento de sintomas


 Estudo pode levar a melhores diagnósticos e terapias de crianças com autismo


Exames cerebrais de ressonância magnética podem detectar autismo antes que qualquer sintoma comece a surgir, afirmam pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos.
Atualmente, as crianças podem ser diagnosticadas a partir dos dois anos de idade, mas, em geral, isso costuma ocorrer mais tarde.
O estudo, publicado na revista Nature, entretanto, mostra que as origens do autismo estão bem antes disso - no primeiro de ano de vida.
As descobertas do estudo podem levar a um diagnóstico precoce e até mesmo a terapias imediatas.
De acordo com o levantamento, uma em cada 100 pessoas tem autismo, condição que afeta o comportamento e interação social. A pesquisa analisou 148 crianças, incluindo aquelas com alto risco de autismo porque tinham irmãos mais velhos com o distúrbio. Todos foram submetidos a exames de ressonância magnética aos seis, 12 e 24 meses de vida.
tex cerebral, a parte do cérebro responsável por funções de alto nível - como linguagem por exemplo - em crianças que depois viriam a ser diagnosticadas com autismo.
"Muito cedo, no primeiro ano de vida, vemos diferenças de área de superfície do cérebro que precedem os sintomas que as pessoas associam tradicionalmente com autismo", disse à BBC o médico Heather Hazlett, um dos pesquisadores da Universidade da Carolina Norte.
"Os exames indicam que essas diferenças do cérebro podem ocorrer em crianças com alto risco de autismo", afirma Hazlett. O estudo abre possibilidades para avanços na forma que a doença é tratado e diagnosticada.
Escaneamentos do cérebro de bebês, particularmente em famílias de alto risco, podem levar a um diagnóstico precoce. Acredita-se que, a longo prazo, possam surgir exames de DNA, aplicáveis a todas as crianças, capazes de identificar aquelas em que o risco de ter autismo é alto.
Com a doença diagnosticada cedo, é possível implantar antes terapias comportamentais - como treinar pais a interagir com o filho autista - em busca de resultados mais eficientes.
Intervenção precoce
Outro pesquisador do projeto, Joseph Piven, diz que agora pode ser possível identificar crianças propensas a ter autismo. "Isso nos permite intervir antes que apareçam os comportamentos da doença. Há amplo consenso de que há mais impacto antes que os sintomas tenham se consolidado. O resultado dessa pesquisa é muito promissor", afirmou.
Com a descoberta, os pesquisadores afirmam ser possível prever quais crianças desenvolverão autismo com 80% de precisão.
"É possível que a varredura feita através de ressonância magnética (MRI, sigla em inglês) possa ajudar as famílias que já têm uma criança autista para acessar o diagnóstico anterior de crianças subsequentes. Isso significaria que essas crianças poderiam receber o apoio certo tão cedo quanto possível", diz Carol Povey, diretora da Sociedade Nacional de Autistas da Grã-Bretanha.
A especialista afirma, no entanto, que o autismo pode se manifestar de diferentes maneiras e "nenhum teste único poderia ser capaz de identificar o potencial de autismo em todas as crianças".



http://www.bbc.com/portuguese/brasil-38990864

Ketchup, manteiga, ovo e frutas: o que precisa ou não ficar na geladeira

2017
As geladeiras normalmente ficam cheias de alimentos que poderiam ser armazenados do lado de fora. Então, por que tanta gente insiste em colocar quase tudo dentro delas?
Uma rede britânica de supermercados reacendeu essa polêmica recentemente ao dividir parte do seu estoque de ketchup entre prateleiras convencionais e o refrigerador.
O Asda explicou pelo Twitter que tentou agradar os clientes. Foram ouvidas 2,6 mil pessoas em uma pesquisa da rede: 54% disseram que o ketchup deve ficar em temperatura ambiente, enquanto 46% afirmaram que deve ficar refrigerado.
Afinal, alimentos como ovos, manteiga e algumas frutas precisam necessariamente ficar o tempo todo refrigerados?

Polly Russell, historiadora de alimentos do programa da BBC "Back in Time for Dinner" (De Volta no Tempo para Jantar, em tradução livre), diz que refrigerar comida poderia ser considerado "bizarro" no passado.
Russell observa que muitas marcas britânicas, em especial de molhos e de ketchup, eram vendidas antes de as pessoas terem geladeira em casa.
"No passado, famílias não tinham geladeiras, apenas caixas térmicas ou vasilhas com gelo, no caso dos ricos", recorda Russell. "Esses produtos eram salva-vidas para donas de casa, porque adicionavam sabor à comida"
O nível de acidez desses alimentos, junto com seu conteúdo, que leva sal e açúcar, os torna microbiologicamente seguros para serem mantidos em temperatura ambiente. 
O programa "Further Back in Time for Dinner" tenta reproduzir em detalhes uma época específica do passado e simular como as refeições eram preparadas e consumidas.
As "cobaias" são famílias que topam participar do show e "voltar no tempo" para jantar em épocas em não existia eletricidade ou equipamentos sofisticados na cozinha.
Na última temporada, a família Robshaw foi enviada para uma casa dos anos 1900. Vestidos com roupas da época, eles se deparam com uma cozinha com um armário e um recipiente estofado em vez de um refrigerador ou congelador.

Segurança alimentar

Isso começou a mudar por volta de 1961, quando 20% das famílias britânicas já tinham uma geladeira em casa, segundo uma pesquisa de Russell. No entanto, na mesma época, metade das famílias já eram donas de um aparelho de TV.
Foi somente a partir de 1968 que metade dos britânicos passaram a ter geladeiras. Quase 70 anos depois, a maioria das pessoas é obcecada pelo aparelho.
Russell avalia que agora há uma "grande ansiedade" sobre a segurança alimentar, o que faz com que a tendência seja resfriar alimentos mesmo quando isso não é necessário.
"Os consumidores não confiam no que compram e ouvem mensagens contraditórias sobre o que é ou não seguro", diz.

Dentro ou fora?

O Serviço de Saúde do Reino Unido (NHS) faz algumas recomendações sobre a melhor forma de armazenar certos alimentos:
- Ketchup: pode ter a cor e o sabor alterados se ficar fora da geladeira, mas sua acidez garante que seja seguro consumi-lo mesmo assim.
- Tomates: perdem o sabor se forem refrigerados, porque a produção de enzimas é reduzida.
- Bananas: dentro da geladeira, aumenta o prazo para consumo, mas precisam amadurecer do lado de fora antes.
- Abacates: não amadurecem apropriadamente se forem refrigerados ainda verdes.
- Ovos: é melhor mantê-los na geladeira, assim, serão armazenados a uma temperatura constante.
- Sobras de alimentos: é preciso esperar que esfriem antes de colocá-las na geladeira, mas precisam ser consumidas em no máximo dois dias.
- Pão: podem ressecar e até envelhecer mais rápido dentro da geladeira, mas podem ser congelados.
- Cebolas e batatas: melhor manter em um armário fresco e escuro.
- Manteiga: mantenha no refrigerador, em especial as sem sal, mas pode ficar do lado de fora por um dia ou dois.

'Medo cultural'

Algumas pessoas estão tentando resistir a essa ânsia de guardar tudo refrigerado. "Se mais pessoas se dedicarem a preservar os alimentos, podemos reduzir a necessidade do uso da geladeira", diz Caroline Aitken, professora de preservação de alimentos de Dartmoor.
Aitken ensina sobre a permacultura, movimento que começou na década de 1970 e promove a autossuficiência, cultivando alimentos naturalmente e minimizando o desperdício.
Direito de imagem Caroline Aitken
Image caption Caroline Aitken prefere manter a maioria dos alimentos em ambientes arejados, ao invés de guardá-los na geladeira
Aitken emenda que existe um "medo cultural" de deixar o alimento fora do refrigerador e vê-lo estragar. Como solução, ela sugere a conserva de alimentos, usando sal e água. Para o caso de alguns doces, como geleia, ela propõe conservas açucaradas.
"Eu geralmente adiciono três colheres de sal para cada dois quilos de legumes triturados", diz ela. "O chucrute (conserva de repolho fermentado) e o kimchee (fermentado coreano de vegetais) são ótimos."
Aitken diz que as pessoas costumam exagerar ao guardar alimentos na geladeira, mesmo depois de cozidos. "Você tem como mantê-los frios do lado de fora", disse ela.
  
"Se eu faço um cozido, por exemplo, posso guardá-lo em um pote apoiado em um chão de pedra para comê-lo no dia seguinte", completa.
De acordo com o governo britânico, os custos de eletricidade para manter funcionando um refrigerador comprado em 2013 por aproximadamente 12 anos e meio é de aproximadamente 270 libras (R$ 1,1 mil).
Mas viver sem esse aparelho pode ser difícil. Até mesmo Aitken diz refrigerar algumas coisas, como seu iogurte caseiro. "Eu só não exagero: tomates, frutas cítricas e ovos não devem ficar na geladeira." 


 http://www.bbc.com/portuguese/geral-38990741

15 de fev de 2017

VIÍDEO - EMBRIOLOGIA


 Queridos alunos, aqui está o vídeo sobre embriologia que utilizamos hoje em nossa aula. Forte abraço e bons estudos!



https://www.youtube.com/watch?v=Bwa3tQA8vaM



SLIDES SOBRE GENÉTICA

SLIDES EMBRIOLOGIA

http://pt.slideshare.net/profkatiaqueiroz/desenvolvimentoembrionario-121103093615phpapp02


Alunos do Cei Mirassol, primeiro ano, aqui estão os slides da nossa aula de hoje.
Bons estudo!!!

12 de fev de 2017

Chikungunya provoca doenças vasculares irreversíveis em pacientes, revela pesquisa

A paciente Vera MarquesDireito de imagemPAULO PAIVA/BBC BRASIL
Image captionVera Marques passou a usar muleta quando sente as pernas muito pesadas um ano depois de sentir os primeiros sintomas da chikungunya
As pernas pesadas, o inchaço nos pés e a dificuldade de andar fizeram a dona de casa Vera Lúcia Amaral Marques, de 45 anos, usar sandálias especiais ortopédicas e muleta um ano após ser diagnosticada com o vírus da febre chikungunya no Recife.
Ela integra o grupo de pacientes que participam de uma pesquisa inédita do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), que revela lesões vasculares irreversíveis provocadas pela doença.
"Tanto as minhas pernas como os meus pés ficam horríveis de tão inchados. Sinto câimbras antes de dormir e tenho vergonha de usar short ou vestido curto. Pareço mais velha, não vou mais para academia e até os meus sapatos eu tive que deixar de lado porque já não cabem mais", disse a pernambucana à BBC Brasil.
Dos 32 pacientes analisados com os sintomas, 29 voltaram para serem acompanhados pelos especialistas no estudo. Destes, 20 repetiram o exame e foi constatado que 65% mantinham as alterações vasculares crônicas.
"Manifestações vasculares na chikungunya estavam restritas a fases iniciais da doença. Agora, o estudo mostra não só uma nova manifestação como a cronificação dela, já que os sintomas persistiram por mais de três meses", destaca Catarina Almeida, cirurgiã vascular responsável pelo estudo, que defende o tema em sua tese de mestrado.
Os pacientes apresentaram problemas como linfedema agudo (acúmulo de líquido nas pernas devido ao bloqueio do sistema linfático) e edema no dorso do pé.
As alterações linfáticas foram detectadas pelo exame de linfocintigrafia. Ainda é desconhecido o motivo das lesões vasculares crônicas atingirem apenas os membros inferiores.
"Nosso próximo passo, agora, é fazer uma investigação molecular e entender o motivo disso acontecer. Se é resposta imunológica a infecção exacerbada do paciente ou ação direta do vírus", disse Almeida à reportagem.
Os pesquisadores explicam ainda que a morbidade do paciente aumenta com essas lesões e eles ficam mais suscetíveis a terem infecção nos membros inferiores. "Além disso, o linfedema crônico não tem cura - é irreversível."
O levantamento foi feito de março a novembro de 2016. Assim como a dengue e a zika, a chikungunya também é uma doença viral transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

Convivendo com a dor

Um ano e três meses após sentir os primeiros sintomas da febre, o aposentado pernambucano José Severino Pedrosa, de 76 anos, diz que o uso de analgésicos acaba sendo inevitável.
"Aprendi a conviver com a dor, mas tem vezes que eu não aguento e tenho que tomar analgésico. Antes caminhava todos os dias. Agora, se caminho num dia, tenho que descansar dois ou três porque fico todo dolorido. Também não posso com muito peso como antes", conta.
Funcionária de uma escola municipal de Recife, Jaciane Braz, de 57 anos, passou a usar sapatos de número maior por conta do inchaço. Ela conta que ficou com a pele escura e escamosa nos membros inferiores e não aguentar ficar muito tempo em pé.
"Sofri um AVC e logo depois veio a febre chikungunya. Mas só consegui marcar consulta para confirmar a doença sete meses depois porque não tinha vaga no hospital", lamentou.
Jaciane BrazDireito de imagemPAULO PAIVA/BBC BRASIL
Image captionFuncionária de uma escola municipal de Recife, Jaciane Braz sofre com problemas vasculares
A grande maioria dos pacientes que participaram da pesquisa são mulheres - segundo médicos, isso acontece porque os homens buscam com menos frequência o sistema de saúde.
Para amenizar o problema, a orientação é o uso de meias de compressão, drenagem linfática e elevação dos membros.

Preocupação

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Vigilância em Saúde do governo federal, em 2016 foram registrados 271.824 mil casos de chikungunya no país - um aumento expressivo se comparado a 2015, que teve 36 mil casos.
Segundo o Ministério da Saúde, houve ocorrência de casos em todo o país, mas com maior incidência no Nordeste (235.136 casos) e no Sudeste (24.478).
No Brasil, a transmissão autóctone (contraída na cidade em que se vive) foi confirmada no segundo semestre de 2014, inicialmente nos Estados do Amapá e da Bahia.
O número de mortes passou de 14 em 2015 para 196 em 2016. Os Estados que apresentaram o maior número de vítimas são Pernambuco (54), Paraíba (32), Rio Grande do Norte (25), Ceará (21) e Rio de Janeiro (9).
"Surpreendentemente não temos epidemia como era previsto neste verão, mas o aumento de casos e mortes preocupa e, indiscutivelmente, os números são muito maiores do que esses e a tendência é continuar, infelizmente", disse o infectologista Rivaldo Venâncio da Cunha, coordenador de Vigilância em Saúde e Laboratórios de Referência da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz).
"Em campo, temos visto muitas lesões vasculares em doentes - mas muitos deles já tinham uma certa idade e uma certa insuficiência vascular", acrescentou.
Em nota, o Ministério da Saúde informou que "o governo federal intensificou a atuação contra o mosquito transmissor da febre de Chikungunya, Dengue e Zica com campanhas publicitárias em TV, rádio, internet e outros meios, distribuição de testes rápidos de Zika, campanhas educativas e mutirões de faxina".
Regiões atuais ou anteriores de transmissão local do vírus chikungunyaDireito de imagemHOSPITAL FOR TROPICAL DISEASES
Image captionPaíses e territórios onde casos de chikungunya foram reportados (em verde escuro)

Europa

Um levantamento feito pelo Hospital para Doenças Tropicais de Londres mostra, em um mapa, que pouco mais de 100 países já registraram casos reportados em possível transmissão local. Na América Latina, apenas Chile e Uruguai ficaram de fora do índice de ocorrência.
De acordo com Mike Brown, médico especialista em doenças infecciosas e medicina tropical da instituição, tem havido alta incidência global de chikungunya nos últimos dez anos e os vetores ainda têm potencial para propagação em outras regiões.
"Para a maioria dos pacientes é uma doença viral autolimitada (seus sintomas acabam desaparecendo sozinhos), mas para muitos a artralgia pode ser muito prolongada e debilitante. A mortalidade devido a condição é considerada baixa, mas complicações como encefalite, especialmente em indivíduos imunodeprimidos, pode ocorrer (também)", afirmou à BBC Brasil.
O médico diz que organizações como Geosentinel (rede de vigilância global e tropical de medicina) já registraram casos de pacientes com chikungunya importados para a Europa - na França e Itália - e adquiridos localmente no sul do Mediterrâneo.
"Cerca de dois, três anos atrás, alguns hospitais, como o nosso, passaram a ter atendimento clínico dedicado a pacientes com chikungunya com uma equipe formada por reumatologistas e especialistas em medicina tropical para melhor gerenciar e entender casos relacionados de artralgia e artrite", destacou.

Da diabetes ao câncer: quais são os ítens do dia a dia que alteram seus hormônios silenciosamente

garrafa de águaDireito de imagemTHINKSTOCK
Image captionGarrafas de plástico são produzidas com bisfenol A, que podem provocar distúrbios hormonais.
Eles provocam distúrbios hormonais, mas estão escondidos em cosméticos, embalagens de alimentos e até em brinquedos. Por isso é quase impossível escapar deles no dia a dia.
Existem cerca de 800 compostos químicos suspeitos de interferir no sistema hormonal, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).
A maioria ainda está sendo submetida a mais estudos, mas a Comissão Europeia garante que pelo menos 66 destes compostos, como bisfenol A (BPA), dioxina, atrazina e vários ftalatos (BBP, DEHP, DOP e DBP), têm "clara evidência de pertubação da atividade endócrina".
Esse alerta fez parte de uma proposta divulgada ano passado pela OMS com o objetivo de regular seu uso.
Cada vez mais pesquisas com animais vinculam compostos como esses a prejuízos à saúde que vão desde a infertilidade ao risco de câncer.
Ainda faltam evidências em humanos. Por isso, essas substâncias continuam presentes em centenas de produtos de consumo diário. Veja aqui a lista dos compostos citados pela Comissão Europeia
Lata CampbellDireito de imagemTHINKSTOCK
Image captionA marca Campbell busca alternativas para substituir o bisfenol A.
Os ftalatos são usados, por exemplo, em produtos coloridos, como brinquedos infantis e sexuais, produtos de limpeza, como detergente, embalagens de alimento, produtos de beleza, como esmalte de unhas, sprays para o cabelo, loções de barbear, sabonetes, xampús, perfumes e outros produtos com fragância.
Outro exemplo é o bisfenol A (BPA), presente em garrafas de plástico ou latas, cosméticos, brinquedos, CDs e, até há pouco tempo, em mamadeiras.
Alguns compostos perderam o uso, como o ftalato DBP, que era um plastificante usado em vernizes de unha ou tintas de impressão. Mesmo assim, continuam provocando riscos à saúde, uma vez que, segundo a OMS, seus efeitos podem afetar várias gerações.
Exposição precoce gera risco para toda vida
Tanto animais como humanos são mais vulneráveis a esses compostos durante certos períodos do desenvolvimento como dentro do útero da mãe e na puberdade.
A OMS diz que os efeitos da exposição precoce ao composto podem se manifestar em qualquer momento da vida, através de câncer de mama e de próstata, infertilidade, puberdade precoce, obesidade, transtornos metabólicos e diabetes tipo 2.
Protesta contra los ftalatos en los juguetesDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionLos juguetes con ftalatos están prohibidos en muchos países.
Como minimizar a exposição
Hoje é difícil saber qual é a composição exata dos produtos que consumimos. Em 2015, a Agência Química Sueca analisou 112 brinquedos no país e descobriu que 15% deles tinham substâncias químicas proibidas.
No caso de produtos cosméticos e de higiene, os fabricantes não precisam incluí-los na lista de ingredientes dos produtos. Por isso, com frequência, o ftalatos estão "escondidos" atrás da palavra "fragrância".
Algumas dicas para evitar substâncias maléficas:
  • Escolher cremes, detergentes e produtos "livres de fragrância" pode reduzir a exposição aos ftalatos.
  • Priorizar materiais alternativos ao plástico, como a madeira, quando comprar brinquedos para as crianças.
  • No caso de embalagens de comida, preferir vidro sobre latas, que costumam ser forradas com BPA, e plásticos.
Mas, segundo especialistas, há pouco a se fazer em nível individual. As principais mudanças deveriam surgir, dizem eles, da regulação da indústria, como restringindo o uso desses compostos químicos e buscando alternativas.
http://www.bbc.com/portuguese/geral-38896081http://www.bbc.com/portuguese/geral-38896081

Follow by Email

Total de visualizações de página

 
Desenvolvido por Othon Fagundes